Informe Chapada

Informe Chapada


Conheça Rio de Contas

História

Considerada um dos três mais importantes conjuntos arquitetônicos coloniais da Bahia e tombada como Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, a cidade de Rio de Contas surgiu no fim do século XVII, quando viajantes fundaram um pequeno povoado batizado de Creoulos. Com a descoberta de ouro no leito do Rio Brumado, um grande número de garimpeiros se instalou no local.

Em 28 de Julho de 1746, o então vice-Rei  D. André de Melo Castro - o Conde de Galveas, ordenou a elevação do povoado de Creoulos para Vila, a qual foi denominada como Vila Nova de Nossa Senhora do Livramento das Minas de Rio de Contas.

No ano de 1840, o nome da Vila foi simplificado para Minas de Rio de Contas e, em 08 de julho de 1931, tornou-se apenas Rio de Contas.

A cidade possui centenas de prédios tombados pelo patrimônio histórico nacional. As ruas de Rio de Contas são largas e floridas, ladeadas por casas centenárias de belas fachadas que formam um belíssimo conjunto arquitetônico colonial. Destacam-se os prédios do Paço Municipal, a antiga Casa de Câmara e Cadeia - onde funciona atualmente o Fórum - as igrejas de Nossa Senhora Santana e do Santíssimo Sacramento, a antiga Casa de Fundição, o teatro São Carlos, construído em 1892 e o Arquivo Público - onde nasceu o Barão de Macaúbas e onde também estão guardados documentos que fazem parte da história da Bahia.  

Rio de Contas é, sem dúvidas, a junção perfeita entre história, cultura e beleza.