Informe Chapada

Informe Chapada


Lava Jato investiga propinas em estádios da Copa do Mundo 2014

18.03.2016

Estádios da Copa do Mundo 2014 entram na mira da Operação Lava Jato. As investigações apuram suspeitas de pagamento de propina para que a construtora Andrade Gutierrez ficasse responsável por algumas construções.

A acusação partiu do ex-presidente da empreiteira, Otávio Azevedo, durante delação premiada à Justiça, de acordo com informações da revista Veja.

Foram citadas as obras nos estádios Mané Garrincha, em Brasília, a mais cara do mundial, avaliada em quase 2 bilhões de reais, e no Maracanã, no Rio de Janeiro, que superou 1 bilhão.

Azevedo confirmou o pagamento de comissões por parte da Andrade Gutierrez a cinco ex-governadores: Roberto Arruda e Agnelo Queiroz, do Distrito Federal; Sérgio Cabral, do Rio de Janeiro; além de Eduardo Braga e Omar Aziz, do Amazonas. Braga, por sinal, é o atual ministro de Minas e Energia do governo de Dilma Roussef.

Por entregar os nomes dos envolvidos no pagamento de propina, a construtora aceitou devolver 1 bilhão de reais.

Comentários


Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.