Informe Chapada

Informe Chapada


Hugo Prado Neto e Lukas Kaufmann superam favoritos e vencem prólogo da Brasil Ride

19.10.2015

Esportes

Brasil Rider

 O público na Vila Brasil Ride, em Mucugê, acompanhou na tarde deste domingo (18) a abertura da sexta edição da principal ultramaratona de MTB das Américas. Com participação de cerca de 500 ciclistas de 23 países na região da Chapada Diamantina, na Bahia, foi realizado o prólogo com 20 km em um percurso composto por areia, pedras, rios e asfalto. Enquanto na open Hugo Prado Neto e Lukas Kaufmann surpreenderam os favoritos e largaram na frente, com o tempo de 52min04, na ladies Raiza Goulão e Viviane Favery foram as melhores do dia, com 1h06min30.

Na open, a disputa foi acirrada. Apenas sete segundos separaram Hugo e Lukas dos atuais campeões, o holandês Hans Becking e o tcheco Jiri Novak. Sherman Trezza e Frederico Mariano garantiram a terceira colocação do dia, com um segundo atrás de Hans e Jiri, com 52min12. "Nosso planejamento continua o mesmo, independente de começarmos com a camisa amarela. Mesmo que na teoria essa prova não tenha definindo nada, avalio o resultado como grande surpresa, mas também como confirmação de que estamos bem preparados para atingir nossa meta de ficar entre os primeiros após os sete estágios", destacou Hugo Prado Neto.

Apesar de não começarem a competição na frente, os defensores do título apostam em um bom resultado na segunda etapa, Rainha, entre Mucugê e Rio de Contas. "Agora, após completar os 20 km do prólogo, me sinto bem. Não sei porque, mas antes da largada me sentia muito nervoso, acima do normal. A segunda etapa será muito importante, por isso temos de relaxar o máximo possível nas próximas horas. O percurso de 147 km até Rio de Contas provavelmente será o dia mais decisivo para a definição de nossas pretensões até o fim da Brasil Ride. Pude testar o ritmo do Hans Becking, e ele o meu, ou seja, foi muito boa a resposta que demos nessa primeira corrida", avaliou Jiri Novak.

Buscando os 120 pontos ofertados aos campeões nos rankings mundiais para tentar garantir uma vaga a mais para o Brasil na Rio 2016, Sherman e Frederico encerraram o primeiro dia confiantes. "Estamos bem satisfeitos. Estava muito quente e do meio do dia para cá esquentou muito. No prólogo, a diferença é pequena entre os líderes. Claro que ajuda na classificação geral, mas nunca é um tempo significativo. Tentamos pedalar de forma consciente. Forte, claro, mas consciente para não ter problema com a bike e jogar a prova fora no primeiro dia", destacou Sherman.


Três principais candidatas brasileiras a uma vaga na Olimpíada do Rio de Janeiro, Raiza Goulão, Isabella Lacerda e Erika Gramiscelli encerraram, junto de suas duplas, nas três primeiras colocações, respectivamente. Raiza e Viviane abriram 56 segundos da dupla segunda colocada, formada por Isabella e Nina Baum, norte-americana atual campeã da categoria. Erika e sua companheira, Letícia Candido, encerraram com uma distância maior para as rivais, com o tempo de 1h13min39.

Quem esteve todo o dia acompanhando as atividades da Brasil Ride foi o secretário nacional de Esporte de Alto Rendimento do Ministério do Esporte, Carlos Geraldo Santana de Oliveira. Ele participou do Café da Manhã dos Guarinis, na fazendo Sol Paraguassu, uma homenagem aos ciclistas que já completaram a Brasil Ride três vezes. À tarde, deu a largada do prólogo e acompanhou toda a prova ao lado do fundador do evento, Mario Roma.

Comentários


Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.