Informe Chapada

Informe Chapada


Refazeres realiza Vivência com a Terra em Rio de Contas

18.07.2015

VIVÊNCIA COM TERRA é a primeira oficina do projeto Refazeres e acontece nos dias 18 e 19 de julho de 2015 em Rio de Contas, Chapada Diamantina, BA.

A oficina é o desdobramento da pesquisa inicial do projeto Refazeres, Bioconstrução e Cultura em Rio de Contas, na qual identificamos 15 construtores que detêm conhecimentos tradicionais nas construções da cidade além dos materiais recorrentes nesses processos de construção que são: a terra, a madeira, o ferro e a pedra. A partir daí convidamos o mestre Robério Antônio da Silva Trindade, conhecido como Fizinho, que trabalha na feitura dos tijolos de adobinho para orientar essa primeira vivência do projeto em conjunto com os bioconstrutores David Borja e Nagoy Sol.

Fizinho trabalha na Olaria da cidade, localizada no bairro de mesmo nome há 30 anos e é um dos fazedores de adobinho que mais produz tijolinhos. David e Sol vêm aplicando técnicas de bioconstrução em diversas casas em Rio de Contas e na região há cerca de cinco anos.

Durante a oficina acontecerão experimentações com terra, introdução à permacultura e à bioconstrução, visita técnica, tijolo cru e cozido, testes de rebocos e de tintas com terra, teoria e prática na Olaria. A proposta é promover a troca de saberes entre a construção tradicional e a bioconstrução atual fomentando o diálogo entre mestres e bioconstrutores da cidade.

Convidamos pedreiros, serventes, bioconstrutores, professores, estudantes, arquitetos, tecnólogos, moradores da região e todas as pessoas interessadas em compartilhar saberes e fazeres da construção com terra. A vivência é gratuita e as inscrições podem ser feitas no Espaço Imaginário Rio de Contas ou no blog.

As vagas são limitadas, as fichas de inscrição estão disponíveis online ou no Espaço Imaginário em Rio de Contas: Rua Dr. Basílio Rocha 232, Centro, Rio de Contas, (77) 3475-2328.

O projeto Refazeres é uma pesquisa das tradições construtivas em Rio de Contas no encontro entre mestres de ofícios que compõem a história da arquitetura popular local com os bioconstrutores que habitam a cidade. Este projeto foi contemplado pelo Edital 24/2013 de Grupos e Coletivos Culturais 2014 da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SECULT).

Comentários


Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.