Informe Chapada

Informe Chapada


Resultado da busca pela categoria "saude"

Estrangeiros devem gastar US$ 200 milhões a mais nas Olimpíadas

27.07.2016

As receitas adicionais de estrangeiros em viagem no Brasil durante os Jogos Olímpicos Rio 2016 devem ficar em cerca de US$ 200 milhões, de acordo com projeção do Banco Central (BC), divulgada hoje (26). A estimativa é menor que os US$ 900 milhões de receitas adicionais registrados durante a Copa do Mundo, em 2014.

A Olimpíada do Rio será realizada de 5 a 21 de agosto. A estimativa do BC leva em consideração a entrada de recursos desde o final de julho até início de setembro. Segundo o chefe do Departamento Econômico do BC, Tulio Maciel, a projeção foi feita com base nas últimas três Olimpíadas realizadas em outros países e levam em consideração o dinheiro que será gasto tanto por delegações quanto por turistas.

Maciel evitou fazer uma avaliação sobre o volume de gastos de estrangeiros durante o evento esportivo, mas destacou que haverá ganhos de longo prazo para o Brasil, como a exposição do Brasil ao mundo e da vocação turística do Rio de Janeiro, sede dos jogos.

Em junho, os gastos de estrangeiros em viagem no Brasil ficaram em US$ 402 milhões e acumularam US$ 3,156 bilhões, no primeiro semestre. Nos seis meses do ano, houve aumento de 7,2% nessas receitas, na comparação com o primeiro semestre de 2015. Nos dados preliminares deste mês, as receitas somam US$ 347 milhões até a última sexta-feira (22).

Novo prazo para trabalhador sacar PIS/Pasep começa dia 28

27.07.2016

Um novo prazo para os trabalhadores que não conseguiram sacar o abono salarial do PIS/Pasep ano-base 2014 terá início na próxima quinta-feira (28). O período de saque será de um mês e termina no dia 31 de agosto, informou nesta segunda-feira (25) o Ministério do Trabalho.

PIS/Pasep é a sigla do Programa de Integração Social e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), que são contribuições sociais devida pelas empresas.

A prorrogação para os trabalhadores que perderam o prazo foi anunciada no início do mês pelo ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira. Na ocasião, ele destacou que mais de 1 milhão de trabalhadores perderam o prazo, encerrado no fim de junho. A expectativa é que mais de R$ 800 milhões sejam injetados na economia neste ano caso todos os trabalhadores que têm o direito ao abono PIS/Pasep ano-base 2014 saquem os valores liberados.

No mesmo dia, também começa a ser pago o abono, ano-base 2015. Quem nasceu de julho a dezembro, recebe o benefício neste ano (2016) e os nascidos entre janeiro a junho, no primeiro trimestre de 2017. Em qualquer situação, o recurso ficará à disposição do trabalhador até 30 de junho de 2017, prazo final para o recebimento.

Motéis do RJ esperam ocupação de até 95 por cento durante as Olimpíadas

26.07.2016

Motéis do Rio de Janeiro esperam superar momento de crise com ocupação de até 95% durante os Jogos Olímpicos.

A Associação Brasileira de Motéis prevê que as unidades sejam usadas como hospedagem alternativa nos dias de competição, principalmente pelos valores das diárias mais vantajosos na comparação com a rede hoteleira. O órgão crê que algumas mudanças, entre elas na decoração, tem contribuído para a queda no preconceito e, consequentemente, uma maior procura. Com destaque para os motéis mais próximos de áreas de competição, como as Zonas Sul, Oeste e Portuária.

Atualmente, no Brasil existem cerca de 5 mil motéis. As unidades movimentam 3 bilhões e meio de reais por ano e empregam quase 250 mil pessoas.

OMS deve enviar missão à Guiné-Bissau para investigar o surto de zika

25.07.2016

OMS deve enviar missão à Guiné-Bissau, ainda nesta semana, para investigar o surto de Zika.

 A missão multidisciplinar de avaliação da Organização Mundial de Saúde também objetiva avaliar o nível de preparação no país africano, que registrou quatro casos positivos no começo deste mês.

Cabo Verde e Guiné-Bissau são os dois únicos países da África Ocidental afetados pelo zika vírus. Desde quando foi descoberta, em outubro de 2015, 62 países já registraram casos da doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, principalmente no continente americano e na região do Pacífico Ocidental.

Organizações internacionais de saúde já confirmaram a relação entre o zika vírus e microcefalia no feto.

Estudo aponta que álcool está diretamente relacionado a sete tipos de câncer

25.07.2016

Consumo excessivo de bebidas alcoólicas pode estar relacionado à ocorrência de sete tipos de câncer.

Isso é o que revela um estudo publicado pela revista científica da Nova Zelândia, "Addiction".

Foram avaliadas publicações dos últimos dez anos, relacionadas ao álcool e ao câncer.

Segundo o estudo, os tumores que podem ser diretamente provocados pelo consumo da bebida, são o de orofaringe, esôfago, fígado, cólon, reto e mama feminina.

A revisão concluiu que o álcool causou cerca de 500 mil mortes por câncer em 2012, 5,8% do total de mortes pela doença no mundo.

SUS deve adotar uso preventivo de pílula anti-HIV para pessoas em risco

21.07.2016

Pessoas com alto risco de infecção pelo HIV terão serviços especializados do SUS.

O Ministério da Saúde pode incluir no SUS a estratégia do uso preventivo do medicamento Truvada para evitar a infecção pela doença.

O método consiste no uso diário do remédio, que combina dois medicamentos, por grupos mais vulneráveis à exposição ao vírus.

A expectativa do Ministério é de atender 10 mil pessoas no primeiro ano de incorporação

A pasta ainda não detalhou o perfil dos grupos que serão beneficiados.

De 2009 a 2015, o número de pessoas com HIV em tratamento no Sistema Único de Saúde aumentou 97%, passando de 231 mil para 455 mil.

Atualmente mais de 36 milhões de pessoas no mundo todo vivem com o vírus HIV, segundo a Organização das Nações Unidas

Universidades brasileiras caem em ranking de países emergentes

21.07.2016

O Brasil tem sete instituições entre as 50 melhores, duas menos do que em 2015. A UFPR?desceu da 71ª. para a 79ª. Colocação. Pelo segundo ano consecutivo, as universidades brasileiras perderam espaço no ranking das melhores instituições de ensino superior dos países emergentes, os chamados Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), segundo classificação da consultoria britânica Quacquarelli Symonds (QS). O Brasil tem sete universidades entre as 50 melhores, duas menos do que em 2015. A melhor do Paraná no ranking é a Universidade Federal do Paraná (UFPR), que desceu da 71ª. para a 79ª. colocação. Na lista das dez principais instituições dos países emergentes, a China lidera com 7 universidades. Brasil, Índia e Rússia têm apenas uma instituição cada uma nessa lista.

Câncer de colo de útero mata 5 mil mulheres por ano no Brasil

19.07.2016

Você conhece ou já ouviu falar de alguma conhecida que tenha sido diagnosticada com câncer de colo de útero? É bem provável que sua resposta tenha sido não e você não está sozinho. Uma pesquisa feita pelo Instituto Datafolha, no primeiro trimestre deste ano, mostrou que 73% dos brasileiros não conhece ninguém que tenha tido a doença. Uma contradição com os dados alarmantes do Instituto Nacional do Câncer (INCA), que estimam que mais de cinco mil mulheres morram todos os anos por causa dessa enfermidade. Para 2016, ainda são estimados 16 mil novos casos e este já é considerado um dos cinco mais comuns no Brasil.

É, justamente, o desconhecimento em relação à doença que torna esse número mais crítico. O radio-oncologista Miguel Torres, do Radiocare - Centro de Radioterapia do Hospital Felício Rocho, alerta que esse é o terceiro tipo de câncer mais incidente entre as mulheres. “O câncer de colo de útero, também chamado de câncer cervical, surge através da infecção causada pelo vírus papilomavírus (HPV), mas somente quando existem alterações celulares que evoluem para a doença”.

O especialista frisa que, inicialmente, é comum não aparecerem sintomas. “Quando a doença está mais avançada, o paciente pode apresentar sintomas como sangramento vaginal com interrupções ou após relações sexuais, secreções vaginais anormais ou, ainda, dores abdominais associadas a queixas urinárias ou intestinais”.

O tratamento varia de acordo com cada caso e pode ser feito através de cirurgia ou de radioterapia. “Tudo vai ser levado em conta: tamanho do tumor, o estágio da doença, o desejo ou não da paciente ter filhos. A partir disso, o médico vai orientar o procedimento mais adequado”, pontua o radio-oncologista.

Esse tipo de câncer está, em alguns casos, associado ao papilomavírus humano (HPV), que atinge 685,4 mil pessoas no país. O vírus (HPV) é transmitido, quase que na totalidade dos casos, via prática sexual, inclusive, sexo oral.

Quase metade dos brasileiros quer se aposentar antes dos 60 anos, aponta pesquisa

19.07.2016

A maioria dos brasileiros (45%) quer se aposentar antes dos 60 anos de idade. É o que aponta a pesquisa Datafolha publicada nesta segunda, 18 de julho. Somente 24% dos brasileiros esperam se aposentar depois dos 60 anos. Outros 24% querem se aposentar quando tiverem entre 56 e 60 anos de idade, e 21% gostariam de chegar à aposentadoria antes disso. Na média, os entrevistados apontaram 60 anos como a idade ideal para a aposentadoria. Os homens gostariam de se aposentar aos 61, e as mulheres, aos 59, de acordo com a pesquisa do Datafolha.

A pesquisa mostra, ainda, que entre as mulheres esse percentual chega a 50%. Os homens que querem se aposentar antes dos 60 anos somam 41%.

Entre jovens de 16 a 24 anos, o percentual dos que esperam se aposentar antes dos 60 anos aumenta: 55%. Dos que têm entre 25 e 34 anos, 52% espera se aposentar antes dos 60 anos, mesmo percentual de quem tem entre 35 e 44 anos. Para quem tem entre 45 e 59 anos, o total fica em 49%.

A pesquisa representa um não de metade da população às propostas do governo interino de Michel Temer de aumentar a idade mínima para a aposentadoria. O governo pretende aumentar a idade mínima para 65 ou 67 anos agora e, num futuro próximo, para 70 anos (clique aqui e leia).

O governo Temer promete apresentar ao Congresso no segundo semestre uma proposta de reforma da Previdência Social para estabelecer idade mínima para as aposentadorias e outras medidas para conter a expansão dos gastos com o benefício.

Leite, passagem de avião e feijão mais caros puxam custo de vida do brasileiro

18.07.2016

O custo de vida do brasileiro disparou, nos últimos dias.

O avanço foi de 1,06 por cento, indica pesquisa da Fundação Getúlio Vargas feita entre o começo de junho e 10 de julho.

No acumulado de um ano pra cá, os preços, de uma forma geral, subiram mais de 12 por cento.

Para chegar ao resultado final, a Fundação Getúlio Vargas levou em conta três parâmetros.

Primeiro, os preços cobrados diretamente dos consumidores, na hora de pagar as despesas do dia a dia.

Neste caso, a alta foi puxada, principalmente, pelo feijão, que subiu 45 por cento.

Destaque negativo, ainda, para os aumentos da passagem de avião, na casa de 20 por cento, do plano de saúde, do leite e da conta de água.

O segundo indicador é o custo da construção civil, que avançou bem acima da média: 1,76 por cento.

E, por fim, os preços cobrados de quem produz, já que as empresas também sofrem com a crise.

A alta nesse caso foi puxada por matérias primas como soja, feijão e os ovos.

 

Obesidade pode reduzir expectativa de vida em até dez anos

15.07.2016

Saúde

Pessoas com obesidade severa podem perder até dez anos de expectativa de vida em razão dessa condição de saúde; para aqueles com obesidade moderada, a redução pode chegar a três anos e, para pessoas acima do peso, um ano. As conclusões são de um estudo publicado na revista científica The Lancet.

A pesquisa avaliou 3,9 milhões de adultos e concluiu que o sobrepeso e a obesidade estão associados a um risco maior de morte prematura. Segundo os autores, estar acima do peso também aumenta os riscos de doenças cardíacas, acidentes vasculares cerebrais, doenças respiratórias e câncer

De acordo com o estudo, de maneira geral, o risco de morte prematura - antes dos 70 anos de idade - entre as pessoas acima do peso ou obesas é três vezes maior em homens que em mulheres.

 “A obesidade é a segunda principal causa de mortes prematuras, depois do cigarro, na Europa e na América do Norte. Fumar causa cerca de um quarto de todas as mortes prematuras. Mas o sobrepeso e a obesidade são a causa de uma a cada sete mortes prematuras na Europa e de uma em cada cinco na América do Norte”, disse um dos  autores da pesquisa, Richard Peto, professor da Universidade de Oxford, no Reino Unido.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 1,3 bilhão de adultos em todo o mundo estão acima do peso e outros 600 milhões de indivíduos são obesos.

Criança que chupa o dedo desenvolve menos alergias, indica estudo

14.07.2016

Chupar o dedo ou roer as unhas na infância pode ajudar a reforçar o sistema imunológico. É o que indica um estudo realizado na Nova Zelândia com mil pessoas que foram avaliadas dos cinco aos 32 anos, em diferentes períodos.

A pesquisa mostrou que os participantes que ficaram mais expostos aos germes por colocar os dedos na boca, quando crianças, apresentaram um risco menor de desenvolver alguns tipos de alergias.

Aos 13 anos de idade, tinham 30 por cento a menos de chances de ter reações alérgicas a ácaros ou pelos de gatos e cachorros, por exemplo, do que os que não tinham estes hábitos na infância. O estudo também indicou que a proteção parece ter sido mantida na idade adulta.

Outras pesquisas já apontaram que fatores ambientais como morar numa fazenda ou ter animais de estimação parecem contribuir para deixar o sistema imunológico mais resistente.

Venda de eletrodomésticos têm queda de 16% no ano

14.07.2016

Falta de confiança do consumidor e pouco dinheiro no bolso faz com que as vendas de eletrodomésticos sofram queda de 16,5% no ano.

O problema maior está concentrado na linha marrom, que inclui televisores e produtos de áudio.

Segundo dados do IBGE, o volume de vendas do varejo no Brasil apresenta queda há 14 meses seguidos –no ano, o acumulado negativo é de 7,3%.

Já os eletrodomésticos estão em queda há 16 meses.

Para ter uma ideia, foram produzidos dois milhões e meio de televisores até abril deste ano, uma queda de 29.72% em relação ao mesmo período do ano passado.

Quem recebe um salário-mínimo, de 880 reais, não consegue parcelar este tipo de produto, que tem ficado cada vez mais caro no país.

Quatro em cada dez já pediram o nome emprestado

14.07.2016

Quase 40% dos consumidores brasileiros já pediram o nome emprestado para fazer compras no cartão de crédito. Na maioria das vezes (35,8%), para adquirir roupas. O dado faz parte de um levantamento do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

Entre os motivos mais comuns para ter pedido o nome emprestado, estão imprevistos e nome sujo na praça. Além de roupas, o nome emprestado foi usado para adquirir calçados (21,6%), celulares (17,7%) e brinquedos (14,5%). As compras de supermercado (11%) ficaram em quinto lugar.

A economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, alerta que ao assumir a dívida de terceiros, a pessoa passa a responder por todas as consequências financeiras e jurídicas da situação, caso o tomador do nome emprestado não consiga honrar o compromisso. A pesquisa foi feita com 674 consumidores acima de 18 anos e residentes em todos os Estados brasileiros.

Inadimplência. Levantamento da Serasa Experian sobre a inadimplência no país mostra que, pela primeira vez desde dezembro de 2014, houve redução, em maio último, no número de devedores que não conseguiram honrar os compromissos. Foram registrados 59.470.359 inadimplentes, queda de 1,3 milhão sobre o universo recorde de abril (60.730.403).

O valor das dívidas em atraso atingiu R$ 264,2 bilhões. Os débitos regularizados foram mais entre os jovens de 18 a 25 anos.

China ajuda Brasil a elevar exportação de carne de frango em 8%

13.07.2016

Vendas aquecidas para China e Oriente Médio ajudam Brasil a elevar exportação de frango em 8%

A expectativa inicial era de alta de 3 a 5% no ano, segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal.

Nos seis primeiros meses, o volume exportado pelo país foi de mais de 2 milhões de toneladas. Isso representa alta de 13,8% ante o mesmo período de 2015

Como destaque está a China, o segundo maior comprador de carne de frango do Brasil, com alta de 110% no período.

A Arábia Saudita, que é o principal destino, elevou suas compras em 20% no primeiro semestre, informou a ABPA.

Segundo a associação, a oferta da carne no mercado interno deverá recuar 5% em 2016 ante 2015, o que deverá gerar aumento de preços aos consumidores.