Informe Chapada

Informe Chapada


Resultado da busca pela categoria "saude"

O poder da autoconfiança

10.12.2014

Autoconfiança é saber que você pode realizar algo, confiar em suas habilidades, estar seguro que dará conta do recado, enfim, é acreditar em você!

Uma pessoa autoconfiante tem mais chances de atingir metas e objetivos, pois avança sem medo, com determinação, acreditando que vai conseguir. Já uma pessoa sem autoconfiança nem avança, fica parada, não faz, não se arrisca. Por achar que não vai conseguir, nem tenta.

Então, como pode perceber, a autoconfiança é importantíssima em todos os aspectos de sua vida.

Quando a situação aperta de verdade, quando enfrenta dificuldades, quando a vida se transforma num campo de batalha, com quem você pode realmente contar? Quem vai chamar?  Caçadores de fantasmas? Vai chamar a mãe, o guru, o mago, o anjo?

Tem gente que faz isso, mas não seria mais prático e produtivo poder contar consigo mesmo para resolver as situações da sua vida, tornando-se mais independente e autodeterminado?

Talvez em algum momento de sua vida, sua autoconfiança estava mais elevada do que está agora. Pode ser que você já tenha se sentido mais seguro e confiado mais em si mesmo. Ou quem sabe você já possua uma boa autoconfiança, mas quer ainda mais para se tornar extremamente bem-sucedido e próspero.

Qualquer que seja a circunstância, para aumentar sua autoconfiança é fundamental que você conheça e entenda o que pode reduzi-la. As pessoas sentem-se menos seguras, perdem a autoestima ou começam a confiar menos em si mesmas por razões específicas.

Você se lembra de uma ocasião que a sua autoconfiança era muito elevada, quando você confiava muito em si mesmo? Quando sabia que ela capaz de fazer as coisas? Lembra-se de um período assim ou já faz tempo demais?

Quando criança, sua autoconfiança pode ser alimentada ou destruída pelos adultos – conforme você tenha sido respeitado, amado, valorizado e encorajado, ou não. Seus primeiros anos de vida, suas experiências, escolhas e decisões foram muito importantes para o desenvolvimento de sua autoconfiança.

Mas, como testar se você é autoconfiante? Comece a reparar nas coisas que fala, por exemplo: “não vou dar conta”, “nada que eu quero eu consigo”, “por que todo mundo consegue, menos eu?”, “sou muito fraco”, “não era o momento”. Estas e outras frases semelhantes podem ser a prova de que você precisa melhorar sua autoconfiança.

E se outras pessoas colocaram-lhe rótulos, etiquetas limitantes, aí sim você está perdido. Fica realmente difícil recuperar sua autoconfiança quando você foi convencido que tem déficit disso, transtorno daquilo e é portador de alguma “deficiência” virtual.

O fato é, como eu já citei, que você já foi mais autoconfiante. Você perdeu sua autoconfiança, então, há esperança de recuperá-la. A boa notícia é que o método Dianética. desenvolvido pelo filósofo L. Ron Hubbard, possui técnicas terapêuticas que aliviam seu passado doloroso, suas perdas e seus fracassos, e assim, sua autoconfiança de antes é recuperada!

Ele escreveu: “A maioria dos seres tem uma terrível opinião de sua capacidade em comparação ao que realmente são. Quase nenhum indivíduo acredita ser capaz do que é realmente capaz de conseguir. Aumentando o conhecimento, a responsabilidade e o controle, pouco a pouco, ignorando as perdas e mantendo firmes os ganhos, um ser finalmente descobre seu poder e comando da vida.” – L. Ron Hubbard.

Portanto, um verdadeiro autoconhecimento é a chave para a recuperação completa de sua autoconfiança!

Para alertar jovens sobre aids, governo vai utilizar redes sociais

06.12.2014

Saúde

A intensificação das campanhas de prevenção da aids nas redes sociais e em aplicativos de encontros para celulares será a estratégia do Ministério da Saúde para reverter a tendência de aumento dos casos da doença entre jovens do sexo masculino. A informação foi dada hoje (6) pelo secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa, que participou, no Rio de Janeiro, juntamente com o ministro Arthur Chioro, do Dia D de mobilização contra a dengue e a febre chikungunya.

De acordo com o secretário Jarbas Barbosa, é preciso agir de forma contundente, principalmente junto à população de jovens de 15 a 24 anos, do sexo masculino, particularmente os jovens gays, porque entre eles a velocidade de transmissão do HIV [vírus da imunodeficiência humana] é muito maior do que entre a população em geral.

De acordo com dados divulgados pelo ministério, por ocasião do Dia Mundial de Combate à Aids (1º de dezembro), entre os jovens dessa faixa de idade a incidência tem aumentado.

Ao longo do ano, tanto os testes como a campanha nas redes sociais serão intensificados por ocasião de festas populares, como o carnaval.(Agência Brasil)

Segundo Dia D da vacinação contra polio e sarampo acontece nesse sábado

21.11.2014

Saúde

Foto:Divulgação

Segundo dia D de mobilização nacional para vacinação contra poliomielite e sarampo acontece neste sábado, dia 22 de novembro. Mais de 100 mil postos de saúde de todo o país estarão abertos para imunizar as crianças.

Devem recebem a gotinha contra a paralisia infantil crianças entre seis meses e cinco anos não completos.

Já a vacina contra sarampo é injetável e dada a crianças de um a cinco anos incompletos. Ela protege também contra caxumba e rubéola.

A Campanha Nacional de Vacinação Contra Pólio e Sarampo termina no dia 28 deste mês. A expectativa do Ministério é vacinar mais de 12 milhões de crianças do público alvo.

Vale lembrar que mesmo quem está com a carteira de vacinação em dia deve receber as doses, que são dadas de graça.

Postos abrem campanha contra pólio e sarampo

09.11.2014

Saúde

Foto:Divulgação

 

Mais de 100 mil postos de saúde em todo o país abriram neste sábado para o início da campanha de vacinação contra o sarampo e a poliomielite, também conhecida como paralisia infantil. A imunização segue até o dia 28 e novembro.

No caso da poliomielite devem ser vacinadas crianças de seis meses até cinco anos incompletos. A expectativa do governo é imunizar mais de 12,7 milhões de crianças.

Já na vacinação contra o sarampo, a faixa etária indicada é de um ano até cinco anos incompletos. A estimativa é vacinar 10,9 milhões de crianças. A vacina tríplice viral protege, além do sarampo, contra a caxumba e a rubéola.

O governo garante que as doses são seguras e recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS). No caso da vacina oral e da vacina injetável contra a pólio, as reações são consideradas raras e, no caso da vacina contra o sarampo, as reações incluem febre ou dor no local da aplicação.

A poliomielite é uma doença infectocontagiosa grave. Na maioria dos casos, a criança, quando infectada, não morre, mas adquire sérias lesões que afetam o sistema nervoso e provocam paralisia irreversível, principalmente nos membros inferiores.

Já o sarampo é uma doença viral aguda grave e altamente contagiosa. Os sintomas mais comuns incluem febre alta, tosse, manchas vermelhas, coriza e conjuntivite. A transmissão acontece de pessoa para pessoa por meio de secreções expelidas ao tossir, falar ou respirar. A única forma de prevenção da doença é a vacinação.

Campanha Novembro Azul. Você sabe o que é?

04.11.2014

Saúde

Originário da Austrália, o Movimento Novembro Azul é uma campanha de combate ao câncer de próstata da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), em parceria com o Instituto Lado a Lado pela Vida e com o apoio da Frente Parlamentar de Atenção Integral à Saúde do Homem. Durante todo este mês, ações de conscientização são realizadas em todo o Brasil a fim de chamar a atenção dos homens para a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata.

Considerada uma doença da terceira idade, devido ao fato de três quartos dos casos ocorrerem em homens acima dos 60 anos, o câncer de próstata pode demorar a se manifestar, o que exige exames preventivos constantes para não ser descoberto em estágio avançado e potencialmente fatal.

A doença acontece quando as células da próstata, glândula responsável, juntamente com as vesículas seminais, pela produção do esperma, começam a se multiplicar de forma desordenada. Como forma de prevenção é recomendado que todos os homens, a partir dos 40 anos façam o exame de toque retal. Descoberta na fase inicial, a doença, quando tratada, tem baixa mortalidade.

De acordo com informações do Instituto Lado a Lado pela Vida, o câncer de próstata atinge grande parte da população masculina e, mesmo assim, ainda é um tema que enfrenta muitas barreiras. Quase 50% dos brasileiros nunca foram ao urologista e, em 2014, a projeção é de que 12 mil vão morrer da doença em função da descoberta em estágio avançado. 

Veja sinais de que você pode estar com diabetes

03.11.2014

Saúde

Estima-se que no mundo 382 milhões sofram de diabetes. Se todos os pacientes com a doença formassem um país, ele teria uma população com quase o dobro da que tem o Brasil, a quinta nação mais populosa do mundo. Considerada epidemia mundial, a enfermidade está relacionada ao envelhecimento da população, ao sedentarismo, a dietas pouco saudáveis e ao aumento da obesidade.

Se continuar, a tendência é que mais pessoas tenham diabetes. De acordo com a Federação Internacional de Diabetes (IDF), o número deve chegar a 592 milhões em 2035. No Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde, estima-se que existam cerca de 11 milhões de portadores de diabetes - sendo que 3,5 milhões ainda não sabem que têm a doença.

Veja alguns  sinais que indicam a diabetes:

-- Alguns sintomas servem de alerta para a doença, um deles é a sede excessiva.

-- Vontade de fazer xixi a toda hora.

-- O cansaço sem motivos ou fora do comum também serve de alerta.

-- Aumento de apetite.

-- A rápida perda de peso.

-- Alguns pacientes afirmam sentir dificuldade de concentração.

-- Sinais como câimbras.

-- Dores nas pernas também são recorrentes.

-- Outro sintoma da doença é a visão embaçada.

-- Ferimentos e dificuldade de cicatrização.

-- Náuseas ou vômito.

A situação é tão preocupante que o Ministério da Saúde fez um apelo no ano passado para que a população brasileira mudasse alguns hábitos como seguir uma alimentação saudável, e praticar atividade física. De acordo com a médica Rosane Kupfer, da diretoria da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia , na maioria dos casos, o diabetes aparece de forma silenciosa, sem apresentar sintomas. Porém, quando a glicemia está muito elevada, o indivíduo pode apresentar muita sede, mais vontade de fazer xixi, emagrecer sem motivo aparente e outros sintomas como dores nas pernas, cansaço, câimbras, infecções genitais. 

1

Médicos australianos transplantam corações parados

03.11.2014

Saúde

Médicos na Austrália, anunciaram que conseguiram transplantar corações que haviam deixado de bater, um avanço que pode revolucionar o mundo da doação de órgãos.

Até agora, os médicos utilizavam apenas corações que permaneciam com batimentos, procedentes de doadores com morte cerebral, mas cirurgiões do Hospital Saint Vicent's conseguiram desenvolver uma técnica para "ressuscitar" órgãos que estavam parados por até 20 minutos.

A nova técnica consiste em transferir o coração do doador a uma máquina portátil, na qual o órgão é mantido em uma solução de conservação onde, após ressuscitado, permanece aquecido até o transplante.

O diretor médico da unidade de transplantes explicou que "o uso de corações doados após a morte circulatória do paciente aumentará consideravelmente a disponibilidade destes órgãos para a realização de transplantes. É um grande avanço para reduzir a escassez de órgãos doados".

Até o momento, três pessoas receberam este tipo de transplante. Duas se recuperam com normalidade e uma permanece na unidade de terapia intensiva.

 

Ministério da Saúde realiza campanha de vacinação contra o sarampo e a paralisia infantil

02.11.2014

Saúde

Erasmo Salomão/MS

Para manter a erradicação da poliomielite e garantir a eliminação do sarampo no Brasil, o Ministério da Saúde lançou a Campanha Nacional de Vacinação, que terá início no dia 8 de Novembro. A expectativa do Ministério da Saúde é de que mais de 11 milhões de crianças sejam vacinadas até o dia 28 deste mês. Neste ano, o Dia D de Mobilização Nacional será realizado em dois momentos: no primeiro dia da campanha, 8 de novembro, e no dia 22. A meta é atingir a cobertura vacinal de 95% do público-alvo.

A vacinação contra a poliomielite responsável pela paralisia infantil, terá como população-alvo crianças de seis meses até menores de cinco anos. Já a vacina tríplice viral, destinada à vacinação contra sarampo, caxumba e rubéola, será aplicada em crianças de um ano a menores de cinco anos.

A vacina oral poliomielite (VOP) é segura e são raras as reações associadas ao seu uso nas duas primeiras doses do esquema básico. No entanto, é recomendada às Coordenações Estaduais de Imunizações a disponibilização da vacina inativada poliomielite (VIP), que é injetável, para as crianças acima de seis meses que estão com esquema vacinal atrasado.

Com a introdução da vacina inativada poliomielite (VIP) em 2012 substituindo estas duas primeiras doses, o risco é considerado baixíssimo. Quanto à vacina tríplice viral, são poucas as reações como febre ou dor no local da administração, sendo geralmente bem toleradas.

A poliomielite é uma doença infectocontagiosa grave. Na maioria dos casos, a criança não vai a óbito quando infectada, mas adquire sérias lesões que afetam o sistema nervoso, provocando paralisia irreversível, principalmente nos membros inferiores. A doença é causada pelo poliovírus e a infecção se dá, principalmente, por via oral.

Retiradas de dinheiro da poupança batem novo recorde

30.11.1999

Saída de dinheiro da caderneta de poupança cai em março, mas ainda é recorde.De acordo com o Banco Central, no mês passado, as retiradas superaram os depósitos em 5 bilhões 370 milhões de reais. Com o resultado, a saída de recursos diminuiu em comparação com março de 2015 e também em relação a fevereiro. Mas, nos três  primeiros meses do ano, a fuga de dinheiro da poupança bateu recorde: ficou em 24 bilhões de reais. No mesmo trimestre do ano passado esse valor era de pouco mais de 23 bilhões.

A debandada da poupança é resultado da recessão no Brasil, com inflação, juros, desemprego e impostos em alta, assim como o grau de endividamento das famílias.