Informe Chapada

Informe Chapada


Resultado da busca pela categoria "geral"

Processo contra Eduardo Cunha deve ser votado na segunda semana de agosto

20.07.2016

Processo de cassação do deputado Eduardo Cunha deve ser votado no plenário da Câmara a partir da segunda semana de agosto.

 A afirmação partiu do presidente da Casa, Rodrigo Maia, eleito na semana passada.

 A votação poderia ocorrer em 1º de agosto, mas a expectativa é que não haja quantidade mínima de deputados presentes para que o processo avance.

Qualquer punição a Eduardo Cunha, como a perda do mandato, por exemplo, precisa ser aprovada com o voto de pelo menos 257 deputados.

 O parlamentar é acusado de quebra de decoro parlamentar por ter dito à CPI da Petrobras, no ano passado, que não possuía contas bancárias no exterior.

Câncer de colo de útero mata 5 mil mulheres por ano no Brasil

19.07.2016

Você conhece ou já ouviu falar de alguma conhecida que tenha sido diagnosticada com câncer de colo de útero? É bem provável que sua resposta tenha sido não e você não está sozinho. Uma pesquisa feita pelo Instituto Datafolha, no primeiro trimestre deste ano, mostrou que 73% dos brasileiros não conhece ninguém que tenha tido a doença. Uma contradição com os dados alarmantes do Instituto Nacional do Câncer (INCA), que estimam que mais de cinco mil mulheres morram todos os anos por causa dessa enfermidade. Para 2016, ainda são estimados 16 mil novos casos e este já é considerado um dos cinco mais comuns no Brasil.

É, justamente, o desconhecimento em relação à doença que torna esse número mais crítico. O radio-oncologista Miguel Torres, do Radiocare - Centro de Radioterapia do Hospital Felício Rocho, alerta que esse é o terceiro tipo de câncer mais incidente entre as mulheres. “O câncer de colo de útero, também chamado de câncer cervical, surge através da infecção causada pelo vírus papilomavírus (HPV), mas somente quando existem alterações celulares que evoluem para a doença”.

O especialista frisa que, inicialmente, é comum não aparecerem sintomas. “Quando a doença está mais avançada, o paciente pode apresentar sintomas como sangramento vaginal com interrupções ou após relações sexuais, secreções vaginais anormais ou, ainda, dores abdominais associadas a queixas urinárias ou intestinais”.

O tratamento varia de acordo com cada caso e pode ser feito através de cirurgia ou de radioterapia. “Tudo vai ser levado em conta: tamanho do tumor, o estágio da doença, o desejo ou não da paciente ter filhos. A partir disso, o médico vai orientar o procedimento mais adequado”, pontua o radio-oncologista.

Esse tipo de câncer está, em alguns casos, associado ao papilomavírus humano (HPV), que atinge 685,4 mil pessoas no país. O vírus (HPV) é transmitido, quase que na totalidade dos casos, via prática sexual, inclusive, sexo oral.

Quase metade dos brasileiros quer se aposentar antes dos 60 anos, aponta pesquisa

19.07.2016

A maioria dos brasileiros (45%) quer se aposentar antes dos 60 anos de idade. É o que aponta a pesquisa Datafolha publicada nesta segunda, 18 de julho. Somente 24% dos brasileiros esperam se aposentar depois dos 60 anos. Outros 24% querem se aposentar quando tiverem entre 56 e 60 anos de idade, e 21% gostariam de chegar à aposentadoria antes disso. Na média, os entrevistados apontaram 60 anos como a idade ideal para a aposentadoria. Os homens gostariam de se aposentar aos 61, e as mulheres, aos 59, de acordo com a pesquisa do Datafolha.

A pesquisa mostra, ainda, que entre as mulheres esse percentual chega a 50%. Os homens que querem se aposentar antes dos 60 anos somam 41%.

Entre jovens de 16 a 24 anos, o percentual dos que esperam se aposentar antes dos 60 anos aumenta: 55%. Dos que têm entre 25 e 34 anos, 52% espera se aposentar antes dos 60 anos, mesmo percentual de quem tem entre 35 e 44 anos. Para quem tem entre 45 e 59 anos, o total fica em 49%.

A pesquisa representa um não de metade da população às propostas do governo interino de Michel Temer de aumentar a idade mínima para a aposentadoria. O governo pretende aumentar a idade mínima para 65 ou 67 anos agora e, num futuro próximo, para 70 anos (clique aqui e leia).

O governo Temer promete apresentar ao Congresso no segundo semestre uma proposta de reforma da Previdência Social para estabelecer idade mínima para as aposentadorias e outras medidas para conter a expansão dos gastos com o benefício.

Leite, passagem de avião e feijão mais caros puxam custo de vida do brasileiro

18.07.2016

O custo de vida do brasileiro disparou, nos últimos dias.

O avanço foi de 1,06 por cento, indica pesquisa da Fundação Getúlio Vargas feita entre o começo de junho e 10 de julho.

No acumulado de um ano pra cá, os preços, de uma forma geral, subiram mais de 12 por cento.

Para chegar ao resultado final, a Fundação Getúlio Vargas levou em conta três parâmetros.

Primeiro, os preços cobrados diretamente dos consumidores, na hora de pagar as despesas do dia a dia.

Neste caso, a alta foi puxada, principalmente, pelo feijão, que subiu 45 por cento.

Destaque negativo, ainda, para os aumentos da passagem de avião, na casa de 20 por cento, do plano de saúde, do leite e da conta de água.

O segundo indicador é o custo da construção civil, que avançou bem acima da média: 1,76 por cento.

E, por fim, os preços cobrados de quem produz, já que as empresas também sofrem com a crise.

A alta nesse caso foi puxada por matérias primas como soja, feijão e os ovos.

 

Criança que chupa o dedo desenvolve menos alergias, indica estudo

14.07.2016

Chupar o dedo ou roer as unhas na infância pode ajudar a reforçar o sistema imunológico. É o que indica um estudo realizado na Nova Zelândia com mil pessoas que foram avaliadas dos cinco aos 32 anos, em diferentes períodos.

A pesquisa mostrou que os participantes que ficaram mais expostos aos germes por colocar os dedos na boca, quando crianças, apresentaram um risco menor de desenvolver alguns tipos de alergias.

Aos 13 anos de idade, tinham 30 por cento a menos de chances de ter reações alérgicas a ácaros ou pelos de gatos e cachorros, por exemplo, do que os que não tinham estes hábitos na infância. O estudo também indicou que a proteção parece ter sido mantida na idade adulta.

Outras pesquisas já apontaram que fatores ambientais como morar numa fazenda ou ter animais de estimação parecem contribuir para deixar o sistema imunológico mais resistente.

Venda de eletrodomésticos têm queda de 16% no ano

14.07.2016

Falta de confiança do consumidor e pouco dinheiro no bolso faz com que as vendas de eletrodomésticos sofram queda de 16,5% no ano.

O problema maior está concentrado na linha marrom, que inclui televisores e produtos de áudio.

Segundo dados do IBGE, o volume de vendas do varejo no Brasil apresenta queda há 14 meses seguidos –no ano, o acumulado negativo é de 7,3%.

Já os eletrodomésticos estão em queda há 16 meses.

Para ter uma ideia, foram produzidos dois milhões e meio de televisores até abril deste ano, uma queda de 29.72% em relação ao mesmo período do ano passado.

Quem recebe um salário-mínimo, de 880 reais, não consegue parcelar este tipo de produto, que tem ficado cada vez mais caro no país.

Quatro em cada dez já pediram o nome emprestado

14.07.2016

Quase 40% dos consumidores brasileiros já pediram o nome emprestado para fazer compras no cartão de crédito. Na maioria das vezes (35,8%), para adquirir roupas. O dado faz parte de um levantamento do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

Entre os motivos mais comuns para ter pedido o nome emprestado, estão imprevistos e nome sujo na praça. Além de roupas, o nome emprestado foi usado para adquirir calçados (21,6%), celulares (17,7%) e brinquedos (14,5%). As compras de supermercado (11%) ficaram em quinto lugar.

A economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, alerta que ao assumir a dívida de terceiros, a pessoa passa a responder por todas as consequências financeiras e jurídicas da situação, caso o tomador do nome emprestado não consiga honrar o compromisso. A pesquisa foi feita com 674 consumidores acima de 18 anos e residentes em todos os Estados brasileiros.

Inadimplência. Levantamento da Serasa Experian sobre a inadimplência no país mostra que, pela primeira vez desde dezembro de 2014, houve redução, em maio último, no número de devedores que não conseguiram honrar os compromissos. Foram registrados 59.470.359 inadimplentes, queda de 1,3 milhão sobre o universo recorde de abril (60.730.403).

O valor das dívidas em atraso atingiu R$ 264,2 bilhões. Os débitos regularizados foram mais entre os jovens de 18 a 25 anos.

China ajuda Brasil a elevar exportação de carne de frango em 8%

13.07.2016

Vendas aquecidas para China e Oriente Médio ajudam Brasil a elevar exportação de frango em 8%

A expectativa inicial era de alta de 3 a 5% no ano, segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal.

Nos seis primeiros meses, o volume exportado pelo país foi de mais de 2 milhões de toneladas. Isso representa alta de 13,8% ante o mesmo período de 2015

Como destaque está a China, o segundo maior comprador de carne de frango do Brasil, com alta de 110% no período.

A Arábia Saudita, que é o principal destino, elevou suas compras em 20% no primeiro semestre, informou a ABPA.

Segundo a associação, a oferta da carne no mercado interno deverá recuar 5% em 2016 ante 2015, o que deverá gerar aumento de preços aos consumidores.

Brasileiros pagaram quase R$ 160 bilhões em impostos, só em junho

04.07.2016

Os brasileiros pagaram, só no mês de junho, nada menos que 158 bilhões e 700 milhões de reais em impostos.

O número foi publicado pelo Impostômetro, da Associação Comercial de SP.

E indica que, em média, municípios, estados e a União morderam cerca de 800 reais daquilo que cada brasileiro recebeu de salário.

O volume total arrecadado é pouca coisa menor que o do mesmo período do ano passado.

O que não significa necessariamente que os brasileiros pagaram menos impostos.

Mas pode ser reflexo do enfraquecimento da economia, que aumentou o desemprego e derrubou o consumo.

Até para cobrar o poder público sobre o uso desse dinheiro, o contribuinte pode consultar os números da arrecadação em tempo real, pela internet. O site é o www.impostometro.com.br.

H1N1 já matou 1.121 pessoas no Brasil, só neste ano

04.07.2016

O Brasil já registrou, em 2016, 5.871 casos de contaminação por H1N1.

Balanço do Ministério da Saúde indica, ainda, que, até 18 de junho, essa variação do vírus influenza causou 1.121 mortes.

O que representa 118 novos registros em apenas uma semana, se comparado com o número do levantamento anterior.

A maior parte das mortes por H1N1 foi registrada no Sudeste.

Para ter uma ideia de como a doença se espalhou, em 2016, desde o começo do ano, os outros tipos do vírus influenza mataram, apenas, 110 pessoas.

E o número total de óbitos por H1N1 entre janeiro e junho é maior que a soma das mortes em 2013, 2014 e 2015, que não chegou a mil casos.

Nem todo bebê com microcefalia tem diferença no perímetro cerebral, descobrem cientistas

01.07.2016

Pesquisa mostra que 20% dos bebês com problema neurológico causado pelo zika têm o perímetro do cérebro normal. É o que revela uma pesquisa feita por uma equipe de cientistas brasileiros, publicada na revista especializada The Lancet. O trabalho alerta que o diagnóstico de microcefalia não pode ter como alvo apenas o perímetro cefálico da criança.

Os pesquisadores constataram que um em cada cinco casos de bebês contaminadas por zika durante a gravidez e com sintomas de danos neurológicos apresentavam uma circunferência da cabeça nos padrões considerados normais.

Os cientistas da Universidade Federal de Pelotas concluíram que das gestações afetadas pelo vírus, alguns fetos terão alterações cerebrais e microcefalia, outros terão alterações cerebrais e perímetro cefálico normal e outros não serão afetados.

O trabalho é o maior estudo de série de casos de suspeita por infecção de zika realizado até agora. Reuniu dados de quase seis mil casos suspeitos de microcefalia notificados no País até fevereiro.

Governo Temer anuncia desbloqueio de R$ 742 milhões para educação

30.06.2016

O presidente em exercício, Michel Temer, e o ministro da Educação, Mendonça Filho, anunciaram ontem (29) o desbloqueio de R$ 742 milhões do Orçamento da União para a educação básica. O dinheiro já estava previsto na peça orçamentária deste ano, mas havia sido contingenciado.

O anúncio da liberação da verba ocorreu em uma cerimônia no Palácio do Planalto na qual participaram, além de ministros, parlamentares que integram a base aliada do peemedebista no Congresso Nacional.

Este é o segundo anúncio do MEC de desbloqueio ou descontingenciamento de verbas da pasta.

Em 25 de maio, o ministro da Educação, Mendonça Filho, havia anunciado que o governo resolveu liberar R$ 4,7 bilhões dos R$ 6 bilhões contingenciados no começo do ano.

À época, o ministro afirmou que a devolução foi possível porque o Congresso Nacional aprovou, em sessão conjunta de deputados e senadores, o projeto de lei que reduz a meta fiscal de 2016 e autoriza o governo federal a fechar o ano com um déficit (despesas maiores do que receitas) de até R$ 170,5 bilhões nas contas públicas.

Governo anuncia reajuste médio de 12,5% no Bolsa Família

29.06.2016

O presidente em exercício Michel Temer e o ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, anunciaram nesta quarta-feira (29) um reajuste médio de 12,5% nos benefícios do Bolsa Família. O reajuste vai ser pago a partir de 17 de julho.

O decreto do reajuste assinado por Temer prevê também aumento da linha de extrema pobreza, que passa de R$ 77 para R$ 85. Também aumenta a linha de pobreza, que sobe de R$ 154 para R$ 170.

O aumento do benefício vai causar impacto de R$ 2,5 bilhões por mês na folha de pagamento. Ainda de acordo com o Desenvolvimento Social, o governo reservou recursos do orçamento para garantir o reajuste.

No discurso, Temer disse que o governo não "desmoraliza" o passado e dá prosseguimento a programas que, na opinião dele, são "exitosos". Segundo o presidente em exercício, o Brasil precisa atualmente do Bolsa Família, mas o ideal é o programa passar a ser desnecessário no futuro.

"No Brasil, tem gente rica, de classe média, gente pobre e na extrema pobreza. Enquanto houver extrema pobreza, é preciso ter programas dessa natureza. Mas o objetivo é, num dado momento, ser desnecessário o Bolsa Família, essa é a intenção", afirmou Temer.

O presidente em exercício disse ainda que o primeiro direito social do cidadão é o emprego. Ele ressaltou que o governo tem que trabalhar "ativamente" para reduzir o número de desempregados no país.

Como surgiu a Festa de São João

23.06.2016

O Dia de São João é comemorado anualmente em 24 de junho.

São João é conhecido como o "Santo Festeiro”, e nesse dia são realizadas muitas festas, conhecidas popularmente como Festas Juninas, comemorações marcadas por danças e pratos típicos.

Alguns símbolos bastante conhecidos nas celebrações são a fogueira, o mastro, os fogos, a capelinha, a palha, o manjericão, entre outros.

Existem duas possíveis explicações para a origem do termo Festa Junina: pelo fato das comemorações ocorreram durante o mês de junho e, segundo a outra teoria, seria uma homenagem direta a São João. No princípio, em alguns países da Europa, a festividade era chamada de Festa Joanina.

Origem do Dia de São João

O Dia de São João é celebrado em 24 de junho por ser a data tradicionalmente atribuída ao seu nascimento.

São João é considerado o santo mais próximo de Cristo, pois além de ser seu parente de sangue, Jesus foi batizado por João nas margens do rio Jordão.

O Dia de Santo Antônio e o Dia de São Pedro também fazem parte das tradicionais Festas Juninas.

COMIDAS TÍPICAS DO SÃO JOÃO

22.06.2016

O principal alimento presente na mesa na época de junho é o milho. Isso simplesmente porque a colheita de milho é abundante na época do sexto mês do ano. Sendo assim, é comum encontrarmos, nas festividades, ou simplesmente nas casas mais afastadas da cidade, onde a colheita é a principal fonte de alimentação nas residências, uma diversidade de pratos derivados do cereal. Doces e salgados podem ser encontrados com grande facilidade, sejam em formato de canjica, curau, pamonha, cuscuz, ou simplesmente o milho cozido, a famosa pipoca, salgada ou doce ou bolos e doces de milho.

Existem muitos outros pratos que, dependendo da região do Brasil, são comumente vistos na época, sendo tradicionais, e também aqueles que foram adicionados, com o tempo, às opções da mesa.

Atualmente, as cerimônias juninas são acompanhadas de shows e apresentações de artistas famosos, ligados ao forró.

É comum também, principalmente devido ao sucesso comercial que a festa proporciona, somado ao período de férias escolar, que as festas juninas tenham edições no sétimo mês do ano, ou seja, julho. Por isso, cada vez mais acontecem as festas juninas, com as mesmas características da ocorrida no mês anterior. As delícias, brincadeiras e diversão de São João estão presentes por mais um período no ano, para a alegria de muitos.

 

Elaboramos uma lista com as principais comidas típicas do são joão. Confira:

Arroz doce,

Amendoim doce,

Amendoim salgado,

Batata doce,

Bolo de amendoim,

Bolo de cenoura,

Bolo de fubá,

Bolo de milho com chocolate,

Bolo de milho com coco,

Bolinho de mandioca,

Bolo de milho verde,

Bolo de pinhão,

bom bocado,

Broa de fubá,

Cachorro quente,

Cocada,

Canjica,

Cuscuz,

Doce de leite,

Doce de abóbora,

Maça do amor,

Milho cozido,

Pipoca com manteiga,

Pipoca doce,

Paçoca, pamonha,

Pé de moleque,

Pinhão cozido,

Quentão e muito mais.