Informe Chapada

Informe Chapada


Resultado da busca pelo arquivo de "04/2016"

Quase 30% dos jovens brasileiros consomem doce em excesso, diz pesquisa

08.04.2016

Saúde

Estudo divulgado pelo Ministério da Saúde indica que um em cada cinco brasileiros consome doce em excesso - cinco vezes ou mais na semana. O índice é ainda maior entre os jovens: 28,5% da população entre 18 e 24 anos têm alimentação com muito açúcar. Nessa mesma faixa etária, 30% também costumam beber refrigerantes diariamente. O diabetes, segundo o levantamento, atinge atualmente 7,4% da população adulta do país, contra 5,5% registrado em 2006.
Os dados fazem parte da pesquisa Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel 2015) e foram divulgados em razão do Dia Mundial da Saúde. O estudo monitora fatores de risco para doenças crônicas, atualmente responsáveis por 72% das mortes no país. Foram entrevistados por telefone 54 mil adultos que vivem nas capitais brasileiras.
De acordo com a pesquisa, o diabetes é mais frequente entre as mulheres (7,8%) que entre os homens (6,9%) e se torna mais comum com o avanço da idade. 
A mortalidade prematura (pessoas com menos de 70 anos) por diabetes, segundo o levantamento, também caiu entre 2000 e 2013. Ainda assim, o número de pessoas que morrem por causa da doença no Brasil permanece alto e fechou o ano de 2013 em 58.017 óbitos.

 

Remédios vão ficar até 12,5% mais caros.

04.04.2016

O governo federal já publicou o reajuste no Diário Oficial da União. O aumento está numa resolução da Câmara de regulação do Mercado de Medicamentos.

O reajuste vale para nove mil remédios com preços controlados pelo governo. E é baseado no Índice de Preços ao Consumidor Amplo, do IBGE. O indicador registrou alta de 10,36% entre março de 2015 e fevereiro de 2016. Será a primeira vez em mais de dez anos que o aumento fica acima da inflação.

Segundo a resolução, farmácias e drogarias devem manter à disposição dos consumidores e dos órgãos de defesa do consumidor as listas dos preços de medicamentos atualizadas.

Você consegue reconhecer um mentiroso? Veja 10 dicas!

04.04.2016

Você pode ser uma pessoa muito atenta e perspicaz, mas as suas chances de pegar um mentiroso no flagra são relativamente baixas.

Segundo o especialista em comportamento Paulo Sergio de Camargo, um leigo em linguagem corporal costuma acertar apenas 50% das vezes em que tenta identificar um mentiroso pela sua postura. Porém nem os especialistas mais tarimbados acertam sempre: suas chances de sucesso giram em torno de 65% ou um pouco mais.

A principal dificuldade está no fato de que os sinais da mentira muitas vezes se confundem com vestígios de timidez, ansiedade e nervosismo. 

Na vida real, os erros de cálculo também costumam ser frequentes - ainda mais se você está envolvido emocionalmente na situação.

Ainda assim, há certos sinais clássicos que costumam trair os mentirosos. 

Veja a seguir alguns desses sinais:

1. Tapar a boca

Um gesto típico de quem não está falando a verdade é tocar a própria boca. Afagar o queixo, limpar os lábios com os dedos, colocar um lápis ou outro objeto diante da boca são sinais bastante comuns.

De acordo com Camargo, a preocupação com a boca reflete a vontade de impedir que os demais escutem a mentira que será proferida, ou até o desejo inconsciente de reprimir suas próprias palavras, por elas serem falsas.

2. Evitar contato visual

Não olhar diretamente nos olhos do outro não significa necessariamente falta de sinceridade: pode se tratar simplesmente de insegurança ou timidez. Ainda assim, é comum que o mentiroso baixe os olhos para evitar que a falsidade das suas afirmações seja percebida.

No entanto, esse detalhe pode ser traiçoeiro. “Muitos mentirosos, sabendo disso, fazem exatamente o contrário quando mentem: olham diretamente nos olhos da vítima na tentativa de fazer suas afirmações mais críveis”, diz Camargo.

3. Comprimir os lábios

Um mentiroso em ação costuma se fechar em si mesmo, evitando que as palavras saiam de sua boca. Um sinal bastante claro dessa resistência à comunicação é dobrar os lábios para dentro, apertando-os com força.

Trata-se de uma reação comum a perguntas com potencial de expor a verdade. De acordo com Camargo, o “sumiço” dos lábios pode indicar que a pessoa foi atingida pela pergunta e não deseja respondê-la.

4. Olhar para cima e para a direita

Quando direciona os olhos para o canto superior direito, o indivíduo normalmente quer criar uma imagem, explica Camargo. Esse é um dos sinais mais consistentes da mentira - a pessoa faz um esforço criativo, isto é, prepara algo fictício para dizer.

Muitos indivíduos giram a cabeça na mesma direção. Em muitos casos, o desvio do olhar também serve para não encarar diretamente o interlocutor.

5. Mostrar microrrugas na testa

O nervosismo trazido pela situação também pode provocar o aparecimento de pequenas rugas horizontais na testa do mentiroso. O problema é que elas desaparecem muito rápido e nem sempre são fáceis de observar, diz Camargo.

Mas cuidado: as linhas na testa muitas vezes refletem um tipo de tensão que nada tem a ver com mentiras. Em geral, as rugas que denotam mero nervosismo são bem pronunciadas e permanecem no rosto do outro por mais tempo.

6. Restringir os movimentos de mãos e braços

É comum que as pessoas que faltem com a verdade diminuam muito sua gesticulação. “As mãos ficam grudadas às pernas, nos bolsos, colocadas para trás”, diz o especialista. “Os movimentos são escassos e controlados".

O motivo para essa paralisia é inconsciente: sem saber, a pessoa acredita que, quanto mais imóvel estiver, mais facilmente passará despercebida do olhar atento do seu interlocutor. Ela também tenta reduzir sua linguagem corporal para não deixar que seus gestos acabem por contradizer sua fala.

7. Movimentos rígidos e repetitivos

Na tentativa de se fechar em seu próprio corpo, o indivíduo pouco sincero tenderá a se movimentar de forma dura, repetitiva e mecânica.

Quanto mais intensos esses gestos, mais fica claro que o mentiroso está desconfortável e trava uma luta interna para manter o controle da situação.

8. Encolher a cabeça

Segundo Camargo, o mentiroso tende a retrair o próprio corpo: pescoço encolhido, queixo baixo, pernas juntas e braços cruzados indicam uma tentativa inconsciente de controlar as suas próprias emoções.

O comportamento remonta aos tempos das cavernas. Diante de um predador, o homem pré-histórico tinha três opções: fugir, lutar ou ficar paralisado. A terceira opção é a que menos chama a atenção. Não à toa, o mentiroso que quer “sobreviver” ao seu interlocutor tenta se encolher de todas as formas possíveis.

9. Tocar muitas vezes o próprio corpo

O autoabraço e as carícias aos próprios braços podem denotar insegurança, ansiedade, necessidade de proteção e retorno inconsciente a uma postura infantil, explica Camargo.

São diversos os toques ao próprio corpo que traem os mentirosos. Passar as mãos nas pernas para tirar uma sujeira imaginária, por exemplo, pode denotar preocupação e ansiedade. Coçar o nariz é outro gesto característico, diz o especialista.

10. Encolher apenas um dos ombros

Este é um dos sinais mais clássicos da mentira, de acordo com o psicólogo norte-americano Paul Ekman, considerado um dos maiores especialistas do mundo em expressões faciais e corporais.

A postura do indivíduo que falta com a verdade é assimétrica: um dos seus ombros se levanta ou se projeta levemente para a frente. Com o gesto, ele tenta transmitir descaso e pouca preocupação pelo que está dizendo. Muitas vezes, esse tom de desdém dissimulado também aparece na voz do mentiroso

Boa notícia para o consumidor: bandeira na conta de luz em abril será verde, sem custo extra

04.04.2016

Geral

Finalmente o consumidor não terá custo extra com energia. É que a bandeira estipulada para o mês de abril pela Agência Nacional de Energia Elétrica é a verde.

De acordo com a Aneel, três fatores contribuíram para essa decisão: o aumento das chuvas nos primeiros meses deste ano, que reforçam os reservatórios, uma maior oferta de energia com a redução da demanda e a inclusão de novas usinas ao sistema elétrico brasileiro.

Desda a implantação do sistema, em 2015, é a primeira vez que não haverá cobrança adicional na conta de luz. Nesse sistema de cobrança o consumo é multiplicado pela bandeira, o que encareceu muito a energia. Na amarelada é multiplicado um real e cinquenta centavos a cada 100 kWh. Na vermelha esse valor sobe para três reais.

Eleitor com deficiência tem direito a seção especial para votação. Prazo termina dia 4 de maio

04.04.2016

O eleitor com deficiência ou dificuldade de locomoção deve apresentar até hoje 4 de maio a sua solicitação para votar em Seção Eleitoral Especial. Este também é o prazo limite para que o cidadão solicite a alteração do título de eleitor, transferência do domicílio eleitoral ou para regularizar a sua situação eleitoral.

Para realizar a transferência para uma seção especial, o eleitor deve comparecer no Cartório Eleitoral com o Título de Eleitor e documentos de identificação. Além disso, os eleitores que possuem deficiência devem solicitar a transferência por via escrita ao Juiz Eleitoral informando as suas necessidades e que tipo de assistência precisará. Desta forma, a Justiça Eleitoral poderá providenciar uma Seção Eleitoral Especial para facilitar o exercício do voto.

De acordo com o artigo 29 do Decreto 6.949/2009, os Estados devem garantir que as pessoas com deficiência tenham as mesmas oportunidades de exercer o direito de voto que os outros eleitores. Para isso, devem ser criadas condições de acessibilidade nas instalações eleitorais, e os materiais e equipamentos para a votação devem ser adequados e de fácil utilização para os eleitores com deficiência.

A lei também indica que os eleitores com deficiências e com mobilidade reduzida podem ser acompanhados por uma pessoa de confiança, que tem autorização para entrar com elas na cabine de votação.